sexta-feira, 29 de maio de 2009

DA INDIGNAÇÃO PARA A AÇÃO

A todo o momento nossos ouvidos são convidados a escutar discursos sobre uma sociedade mais justa, liberdade de expressão, melhoras sociais entre outras.
Mas o movimento dos trabalhadores da P.M.C., pôs tudo isso a prova e fez transparecer para a sociedade campineira que discursos, falas não passam de blá-blá político para convencer a população; e assim conseguir se manter em seus cargos ou ainda se eleger seja como prefeito, governador ou mesmo presidente.
A nossa classe está unida, não em prol de um ou outro individuo e sim para todos que, assim como eu, saem todos os dias de casa dispostos a fazer o melhor em seu local de trabalho (administração, escolas, postos de saúde, hospitais), superando muitas vezes os entraves de um sistema corrupto e falido.
A “maquiagem” dada pela mídia que serve ao poder, fingindo não haver movimento ou aceitando a vinculação de uma propaganda que tenta coagir o funcionalismo municipal de Campinas, nos dá a dimensão dos podres instalados atualmente.
O poder é usado de forma maquiavélica contra uma sociedade marginalizada socialmente e financeiramente. Mas o mais importante é que saímos do momento da estagnação, de indignação e partimos para a ação.
Ação que vem causando um bom tumulto nas idéias dos políticos, pois agora eles estão enxergando e ouvindo que há sim uma classe suada, mas não cansada de lutar pelos seus ideais, pelos seus direitos.
Afinal o nosso dever vem, dia-a-dia, sendo cumprido em nossos locais de trabalho e na sociedade .
Professora Isnary

Um comentário:

Ana Claudia disse...

É isso mesmo Is... da indignação para a ação... que a nossa indignação e ação se transforme cada vez mais em união... não vamos desistir...porque não somos fracos... juntos somos mais...